domingo, 30 de dezembro de 2018

DE CENTENAS QUAL DIPLOMA ESCOLHERIA PARA MEU TÚMULO?


Minha vida foi um imã na atração de diplomas, certificados, atestados e correlatos, desde a infância, tudo começou com o diploma de datilografia, pelo que me lembro.

NA ÁREA DE EXATAS foram mais de uma centena. NA ÁREA FILOSÓFICA foram dezenas. NA ÁREA DE LITERATURA foram dezenas, mas hoje ainda perde da filosófica. Algumas dezenas de outros não enquadrados em nenhuma área acima. QUASE A TOTALIDADE DOS DIPLOMAS FORAM DE MESTRE.

Como nunca expus nenhum em qualquer parede, e estando sentindo, a cada dia, a minha chegada do repouso eterno cada vez mais perto, resolvi escolher aquele que eu exporia como o mais representativo do meu eu com muito orgulho.

Seria DIPLOMA DE MESTRE EM ENGENHARIA? Este é o menos significativo do meu eu, perdendo até para o DIPLOMA DE DATILOGRAFIA. O de Graduação em Engenharia até é bem representativo.

Seria o DE PRIMEIRO LUGAR EM CONCURSO LITERÁRIO, de abrangência NACIONAL?


Quase, só perdeu, e por pouco para o que escolhi: AVALIAÇÃO PSÍQUICA, que foi parte de LAUDO PSIQUIÁTRICO JUDICIAL exigido pela SABESP por estar lhe movendo uma ação por danos morais em que ganhei. Mas só ganhei pela cabeça do Juiz que se prendeu a um depoimento de UMA ESTAGIÁRIA que a própria Empresa anexou ao processo, e que os advogados (foram três escritórios de ADVOCACIA, com duas substituições), APESAR DE MINHA INSISTÊNCIA, se recusaram a mencioná-lo durante TODO O PROCESSO. DEI GRAÇAS A DEUS QUANDO O PROCESSO TERMINOU E EU ME LIVREI DE ADVOGADOS.
Cabeça de advogado que não entendo: Mais de um pediram para eu ir atrás da estagiária para oitivas de testemunhas, no que respondi de imediato "NÃO VOU".  Eu até poderia com muito custo encontrá-la, já há anos afastada da Empresa, e até convencê-la, mas não fui pelos motivos:
1. Ela poderia, frente ao Juiz, dizer algo contrariando o que escreveu, e que faria tudo ruir.
2. O motivo principal foi que eu queria preservar sua imagem. Pessoa com uma dignidade como mostrou por escrito tem que ser preservada. Deu um show de dignidade das Chefias nas oitivas, em que a chefia acima da imediata respondeu uma pergunta feita pelo Juiz: "NÃO LEMBRO", momento que soltei um som estranho e inesperado e quase tive um enfarto, deixando o Juiz assustado.











quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

SUPOSITÓRIOS NATALINOS



Lembro-me perfeitamente, o que me marcou muito, quando minha mãe dizia "Eu gostava tanto de ir naquela Igreja (uns dois quilômetros), e em minhas orações eu me sentia tão reconfortante!" "Fui algumas vezes no novo Templo, não me senti bem e não voltei mais"

Conforme eu crescia, a cidade crescia em maior velocidade e ia transformando o MEU SUPOSITÓRIO NATALINO:
Na infância supus que o Natal era para reflexão sobre o Aniversariante e seus dotes naturais.
Na adolescência supus que o Natal era para confraternizações com os amigos e familiares.
Já adulto supus que o Natal era para manter viva a tradição que vem de tempos que se apagam na história, e que parece que irá se perpetuar,  as festas regadas a álcool que foram muito apreciadas por Dionísio, da Grécia, que nos deu Platão, Sócrates (que iniciou a filosofia moderna) e Demóstenes, político que associou a honradez política com o ideal democrático ( parece que não foi Manoel Antunes o primeiro a se valer disso... ).


Com a capacidade administrativa e os dotes morais de Manoel Antunes, a Estrela de Rio Preto brilhou tanto que foi enxergada em rincões muito distantes e atraíram Reis Gordos de Ouro para presentear com ouro qualquer recém nascido humilde como Cristo. E alguns personagens da classe política atuante, em praticamente todo o Brasil, conseguiram me esclarecer uma dúvida que eu carregava: Qual o motivo de um recém nascido (Cristo), extremamente humilde, receber de presente OURO, em vez de fraldas, mamadeiras e roupas? Ficou muito claro: A elite sempre usou seu poder econômico para comprar o caráter dos humildes...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

EVOLUÇÃO MORAL E ESPIRITUAL

Um maometano, preso pelos cruzados, recebeu licença de viajar pela Europa.

Conheceu catedrais medievais, e perguntou quem as construíra.

Mostraram-lhe o irmão leigo de um convento, e explicaram-lhe:

“Esses são os homens que constroem tais monumentos”.

Observou então o islamita:

“Como podem homens tão humildes construir edifícios tão altivos?”

https://catedraismedievais.blogspot.com/

sábado, 1 de dezembro de 2018

SUPOSITÓRIOS

SUPOSITÓRIOS
                                          (Pierre da Gama)

Na infância:
supus que os adultos eram homens sérios;
supus que os estudos teriam mais valor do que um instrumento musical;
supus que palhaçadas deveriam ficar restritas a picadeiros;
supus que  todos os que diziam ser honesto não eram hipócritas;
supus que ser fiel não era ser apenas Corintiano;
supus que o silêncio valia ouro;
supus que poções mágicas para destruir pessoas belas e do bem,
eram coisas de Contos de Fadas.

Na adolescência:
supus que as leis eram criadas para aplicação;
supus que juramentos (como no casamento) submetidos a força, deveriam ser cumpridos;
supus que caráter tinha algum valor reconhecido, e não podia ser vendido;
supus que os que exaltavam a humildade, eram humildes.

Quando já adulto:
supus que Democracia consistia em respeitar os pensamentos dos outros, e não em ter o poder de querer impor as ideias próprias;
supus que registro em Carteira de Trabalho era apenas para trabalhadores;
supus que as doutrinas e filosofias deveriam ser seguidas por seus iniciados...

Após chegar prestes a completar o ciclo de uma existência,
rico em diversidades, de culturas, de habitats, de filosofias,
cheguei a conclusão de que o homem de bem passa por esta vida
alimentando-se de SUPOSITÓRIOS...


 Daqui para frente:
   - suponho que aqueles que pregam perdoar sempre, nunca se valerão dos serviços da justiça;
   - suponho que aqueles que dizem terem esquecidos todas as maldades, nunca praticarão outras;
   - suponho que todos os dias serão belos e felizes para todas as pessoas, este é o meu maior sonho...



sexta-feira, 16 de novembro de 2018

FÉ, CRENÇA... CADA UM TEM A SUA...

Fé, crença... cada um tem a sua... e o mundo seria melhor se cada um respeitasse a de outrem, desde que ela não fosse usada para prejudicar ou desrespeitar as leis...



terça-feira, 16 de outubro de 2018

O VÍCIO UNE OS HOMENS





NO MEIO DO CAMINHO TINHA UM AMIGO (ROBERTO TAKAHASHI)

Ia caminhando pela vida e percebi já adulto que eu era um ser diferente, sempre TINHA UMA PEDRA NO MEIO DO MEU CAMINHO direcionado ao vício.
Ia pela vida e sempre que algum amigo se juntava a determinado grupo, imediatamente queria me levar, e eu sempre recusava. Mas a vida me colocou em um beco sem saída, quando NO MEIO DO CAMINHO um amigo disse: "Hoje você vai parar de enrolar, diga sim ou não". Tendo em vista o significado de nossa amizade e seus atos nobres, entre eles o fato de dizer brincando a ele: "Tantos colegas já passaram como professor na escola que você leciona, acho que só está faltando eu", e ele respondeu: "Você está falando sério?". No dia seguinte ele diz: "O Bruno está deixando a escola e se quiser a cadeira de CIRCUITOS ELÉTRICOS é só ir conversar com ele". Poxa a coisa encaixou como uma luva, essa era a única matéria que eu aceitaria para começar de imediato... Com isso passei um breve período (8 anos), tendo as minhas noites como Professor Universitário, após a jornada de trabalho em uma estatal de energia elétrica, e foi o período mais gratificante da minha vida. Com isso estando impossibilitado de dizer não disse: "Traga a proposta". Aceitei por dois motivos:
1. Pelo já dito a amizade que nos unia.
2. A curiosidade de querer saber qual o motivo de sempre que algum amigo adentrar o grupo e imediatamente querer me levar para lá. Este amigo ainda afirmou: VOCÊ VAI SE ENCAIXAR PERFEITAMENTE LÁ.
Ao adentrar o convívio, de imediato, uma luz me mostrou o motivo da minha curiosidade.
Mas pouco tempo se passou e numa sexta feira ele chegou ao trabalho meio revoltado dizendo: "Aposentados e ficam me pressionando para ir a uma pizzaria, EM PLENA QUINTA FEIRA, para pizza regada a muita bebida alcoólica, até de madrugada", e depois vir trabalhar bebum. E aí para eu não criar atritos resolvi acompanhar, foi o período em que mais álcool eu ingeri na minha vida. E quando via a fumaça dos cigarros no meio das bebidas, parecia que se juntavam para formar uma argamassa que os unia, mas não aderia à minha pessoa....





segunda-feira, 1 de outubro de 2018

SORRINDO PELA VIDA AFORA

NA PRIMEIRA SEXTA FEIRA DE OUTUBRO COMEMORA-SE "O DIA MUNDIAL DO SORRISO" NESTE ANO, 2018, SERÁ NO DIA 05.

HERDANDO DA MÃE IA SEGUINDO A VIDA SORRINDO:


MAS QUIS A VIDA QUE DEIXASSE O ESTADO MAIS CIVILIZADO DO BRASIL (SÃO PAULO) PARA FIXAR-SE EM UMA CIDADE DO INTERIOR DO ESTADO DO MATO GROSSO (ESTADO ÚNICO NA ÉPOCA E POUCO TEMPO APÓS FOI DIVIDIDO), CAMPO GRANDE, E EM SEGUIDA, ILHA SOLTEIRA, QUE APESAR DE SE SITUAR EM OUTRO ESTADO FICAVA NA DIVISA DE MATO GROSSO, EM QUE PASSOU POR UM RITUAL SATÂNICO COM UTILIZAÇÃO DE PLANTAS E/OU ANIMAIS TÓXICOS NA ALIMENTAÇÃO (SERIA ALGUMA PAJELANÇA?), QUE ATUARAM EM SUA MENTE E O SORRISO DESAPARECEU, NEM RETORNANDO COM NASCIMENTO DO FILHO, SEU BATIZADO EM RIO PRETO E VIAGENS PELO LITORAL, DESDE SÃO SEBASTIÃO (SP) ATÉ FORTALEZA (SP).








COM O RETORNO PARA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO (SP), CIDADE DE SEU NASCIMENTO, DISTANTE DA PAJELANÇA OU ALGO PARECIDO, O SORRISO FOI VOLTANDO LENTAMENTE... COM A MUDANÇA PARA ITATIBA (SP) FOI TOTALMENTE REVIGORADO...