Seguidores

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS




DECLARAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

                       NAÇÕES UNIDAS - 10/12/1948

ARTIGO I
Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.
ARTIGO II
Todas as pessoas tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidas nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de qualquer outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento ou qualquer outra razão.
Não será tampouco feita qualquer distinção fundada na condição política, jurídica ou internacional do país ou território a que pertença uma pessoa, quer se trata de um território independente, sob tutela, sem governo próprio, quer sujeito a qualquer outra limitação de soberania.
ARTIGO III
Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.
ARTIGO IV
Ninguém será mantido em escravidão ou servidão; a escravidão e o tráfico de escravos serão proibidos em todas as suas formas.
ARTIGO V
Ninguém será submetido a tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.
ARTIGO VI
Toda pessoa tem direito de ser, em todos os lugares, reconhecida como pessoa perante a lei.
ARTIGO VII
Todos são iguais perante a lei e tem direito, sem qualquer distinção, a igual proteção da lei. Todos têm direito a igual proteção contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.
ARTIGO VIII
Toda pessoa tem direito a receber dos tribunais nacionais competentes remédio efetivo para atos que violem os direitos fundamentais que lhes sejam conferidos pela constituição ou pelas leis.
ARTIGO IX
Ninguém será arbitrariamente preso, detido ou exilado,
ARTIGO X
Toda pessoa tem direito, em plena igualdade, a uma audiência justa e pública por parte de um tribunal independente e imparcial, para decidir de seus direitos e deveres ou do fundamento de qualquer acusação criminal contra ele.
ARTIGO XI
1 Toda pessoa acusada de um ato delituoso tem o direito de ser presumida inocente até que sua culpabilidade tenha sido provada de acordo com a lei, em julgamento público no qual lhe tenham sido asseguradas todas as garantias necessárias à sua defesa.
2.  Ninguém poderá ser culpado por qualquer ação ou omissão que, no momento, não constituíam delito perante o direito nacional ou internacional. Tampouco será imposta pena mais forte do que aquela que, no momento da prática, era aplicável ao ato delituoso.
ARTIGO XII
Ninguém será sujeito a interferência na sua vida privada, na sua família, no seu lar ou na sua correspondência, nem a ataques à sua honra e reputação. Toda pessoa tem direito à proteção da lei contra a interferência de tais ataques.
ARTIGO XIII
1 Toda pessoa tem direito à liberdade de locomoção e residência dentro das fronteiras de cada Estado.
2 Toda pessoa tem o direito de deixar qualquer país, inclusive o próprio, e a este regressar.
ARTIGO XIV
1 Toda pessoa vítima de perseguição, tem o direito de procurar e gozar asilo em outros países.
2.  Este direito não pode ser invocado em caso de perseguição legitimamente motivada por crimes de direito comum ou por atos contrários aos propósitos e princípios das Nações Unidas.
ARTIGO XV
1.  Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.
2.  Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de nacionalidade.
ARTIGO XVI
1 Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer restrição de raça, nacionalidade ou religião, tem o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Gozam de iguais direitos em relação ao casamento, sua duração e sua dissolução.
2.  O casamento não será válido senão como livre e pleno consentimento dos nubentes.
3.  A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção da sociedade e do Estado.
ARTIGO XVII
1 Toda pessoa tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.
2.  Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade.
ARTIGO XVIII
Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião, este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância isolada ou coletivamente, em público ou em particular.
ARTIGO XIX
Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.
ARTIGO XX
1. Toda pessoa tem direito à liberdade de reunião e associação pacíficas.
2 Ninguém poderá ser obrigado a fazer parte de uma associação.
ARTIGO XXI
1.  Toda pessoa tem o direito de tomar parte no governo de seu pais, diretamente ou por intermédio de representantes livremente escolhidos.
2 Toda pessoa tem igual direito de acesso ao serviço público do seu país.
3 A vontade do povo será a base da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo equivalente que assegure a liberdade de voto.
ARTIGO XXII
Toda pessoa, como membro da sociedade, tem o direito à segurança social e à realização, pelo esforço nacional, pela cooperaçào internacional de acordo com a organização e recursos de cada Estado, dos direitos econômicos, sociais e culturais indispensáveis à sua dignidade e ao livre desenvolvimento de sua personalidade.
ARTIGO XXIII
1 Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.
2 Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.
3.  Toda pessoa que trabalha tem direito a uma remuneração justa satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.
4.  Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e a neles ingressar para a proteção de seus interesses.
ARTIGO XXIV
Toda pessoa tem direito a repouso e lazer, inclusive a limitação razoável das horas de trabalho e a férias periódicas remuneradas.
ARTIGO XXV
1. Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e o direito a segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência em circunstâncias fora de seu controle.
2.  A maternidade e a infância tem o direito a cuidados e assistência especiais. Toda as crianças, nascidas dentro ou fora de matrimônio, gozarão da mesma proteção social.
ARTIGO XXVI
1.  Toda pessoa tem direito à instrução, A instrução será gratuita pelo menos nos graus elementares e fundamentais. A instrução elementar será obrigatória. A instrução técnico-profissional será acessível a todos, bem como a instrução superior, esta baseada no mérito.
2.  A instrução será orientada no sentido do pleno desenvolvimento da personalidade humana e do fortalecimento do respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais. A instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos sociais ou religiosos, e coadjuvará as atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da paz.
3.  Os pais tem prioridade de direito na escolha do Gênero de instrução que será ministrada a seus filhos.
ARTIGO XXVII
1.  Toda pessoa tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fluir as artes e de participar do processo científico e de seus benefícios.
2.  Toda pessoa tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica, literária ou artística da qual for autor.
ARTIGO XXVIII
Toda pessoa tem direito a uma ordem social e internacional em que os direitos e a liberdade estabelecidos na presente Declaração possam ser plenamente realizados.
ARTIGO XXIX
1.  Toda pessoa tem deveres para com a comunidade, em que o livre e pleno desenvolvimento de sua personalidade é possível.
2.  No exercício de seus direitos e liberdades, toda pessoa estará sujeita apenas às limitações determinadas por lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer às justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.
3 Esses direitos e liberdades não podem, em hipótese alguma, ser exercidos contrariamente aos propósitos e princípios das Nações Unidas.
ARTIGO XXX
Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos.

Não sei se foi intencional, coincidência, ou se Deus “deu uma mãozinha” para tentar TOCAR A CONSCIÊNCIA DOS HOMENS, no dia 10 de dezembro é dia duas comemorações significativas para a Humanidade:
- DIA INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS.
- DIA UNIVERSAL DO PALHAÇO.
Ser humano é um direito, tão respeitado como os direitos dos animais. Quem mais fere os direitos humanos são os que ferem os direitos dos animais, fazendo tratamentos idênticos, através de adestramentos, cativeiros e até mesmo através de agressões fúteis...

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

DIA DA AMIZADE BRASIL- ARGENTINA


A celebração do “Dia da Amizade Argentino-Brasileira” foi acordada pelos então presidentes da Argentina, Néstor Kirchner, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, em 15 de março de 2004 na Ata de Copacabana, que ambos assinaram no Rio de Janeiro. O ponto numero 8 da Ata de Copacabana instituiu que a data será celebrada anualmente no dia 30 de novembro, em comemoração ao encontro mantido neste dia em 1985 entre os presidentes Raúl Alfonsín e José Sarney (foto), na cidade brasileira de Foz de Iguaçu.
     http://portalctb.org.br/site/noticias/internacional/27432-celebra-se-hoje-30-de-novembro-o-dia-da-amizade-brasil-argentina

QUE ESTE ATO DE FRATERNIDADE SE ESTENDA POR TODA A AMÉRICA DO SUL E POSSA CONTAGIAR TODAS AS NAÇÕES DO MUNDO !




quinta-feira, 24 de novembro de 2016

FELIZ DIA DA MADRINHA !

NO BRASIL, HOJE DIA 25 DE NOVEMBRO COMEMORA-SE O DIA DA MADRINHA



No ano de 1965, ou em torno dele, ao retornar de Portugal a minha tia Beatriz entregou-me um anel dizendo que foi presente de minha madrinha. Eu tinha saído de Portugal com 11 meses e nem sabia que tinha deixado uma madrinha. Como era largo precisei mandar ajustar para caber no dedo. Na escola ostentava-o dizendo: "FOI PRESENTE DE MINHA MADRINHA DE PORTUGAL E É DE OURO PORTUGUÊS".  Naqueles tempos (Regime Militar), quando se respirava LIBERDADE  E SEGURANÇA, isso era possível. Se fosse hoje poderia até ficar sem o dedo... Usei até caber no dedo, dos 13 até em torno dos meus 20 anos de idade...

No dia 08.11.2016, Deus deu-me a felicidade de encontrá-la no mesmo local em que tinha sido deixada: Memória (Colmeias-Leiria).


Este é o anel, guardado até hoje com muito carinho. Recebido aos 13 anos, dá para imaginar o que seria o normal para uma criança e adolescente de pouco poder aquisitivo fazer com uma joia destas? Pois é, sempre me considerei anormal... ainda mandei ajustar o tamanho, e além de ficarem com o ouro excedente ainda cobraram...

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ASSIM FALARAM EINSTEIN E DARWIN HÁ MUITO TEMPO...

Einstein provou cientificamente que NO UNIVERSO TUDO É RELATIVO.

Em terra de ignorantes só será considerado ignorante quem se portar com sabedoria... SABEDORIA, então, seria saber identificar o grupo em que se encontra e agir como os seus componentes... para poder sobreviver segundo a TEORIA DE DARWIN: só os adaptados ao meio SOBREVIVEM...


domingo, 6 de novembro de 2016

QUE PAÍS É ESTE?

CAIXA ELETRÔNICO VOLTADO PARA O  PASSEIO PÚBLICO. E os cidadãos contando o dinheiro normalmente, logo após a retirada. Parece até impossível para os habitantes de alguns países...



ESTE BANCO PODE NÃO TER CONFIANÇA DE MUITOS HABITANTES DE SEU PAÍS DE ORIGEM. Mas pode tê-la em lugares bem distantes...



segunda-feira, 31 de outubro de 2016

SANGUE DE POETAS



SANGUE DE POETA
                       (Pierre da Gama)

Nasci mui distante,
como cavalheiro andante,
às vezes errante,
outras pensante,
mas sempre elegante.
Com sangue de poetas gloriosos,
Camões, Bocage, Saramago...
c’a mões muitos poemas escrevi,
a boca genial trovas expelia,
sem ser amargo...
Caminhando sempre em linha reta,
de estrangeiro a profeta na hora certa,
sempre encontrando uma cruz na hora incerta,
por ter o amor como meta.
Com inspirações de poetas nativos,
Vinicius, Bandeira, Augusto dos Anjos...
vi inícios bem sucedidos,
bandeira de beleza empunhada,
sentindo-me augusto com anjos...
A capacidade de construtores de castelos,
no solo e nas nuvens,
resistentes às guerras e ao tempo;
a nobreza de Reis e Rainhas,
de uma Europa em esplendor;
a coragem de desbravadores audazes,
que em vulneráveis naus,
rasgavam agitados oceanos;
tudo se fundiu...
para gerar o meu DNA.
Todo o ouro,
bravamente conquistado,
a alquimia,
transformou em poesia,
para eu devolver em bom estado,
de onde saiu um dia...

sábado, 29 de outubro de 2016

SUPOSITÓRIOS

SUPOSITÓRIOS
                                          (Pierre da Gama)

Na infância:
supus que os adultos eram homens sérios;
supus que os estudos teriam mais valor do que um instrumento musical;
supus que palhaçadas deveriam ficar restritas a picadeiros;
supus que  todos os que diziam ser honesto não eram hipócritas;
supus que ser fiel não era ser apenas Corintiano;
supus que o silêncio valia ouro;
supus que poções mágicas para destruir pessoas belas e do bem,
eram coisas de Contos de Fadas.

Na adolescência:
supus que as leis eram criadas para aplicação;
supus que juramentos (como no casamento) submetidos a força, deveriam ser cumpridos;
supus que caráter tinha algum valor reconhecido, e não podia ser vendido;
supus que os que exaltavam a humildade, eram humildes.

Quando já adulto:
supus que Democracia consistia em respeitar os pensamentos dos outros, e não em ter o poder de querer impor as ideias próprias;
supus que registro em Carteira de Trabalho era apenas para trabalhadores;
supus que as doutrinas e filosofias deveriam ser seguidas por seus iniciados...

Após chegar prestes a completar o ciclo de uma existência,
rico em diversidades, de culturas, de habitats, de filosofias,
cheguei a conclusão de que o homem de bem passa por esta vida
alimentando-se de SUPOSITÓRIOS...





quarta-feira, 26 de outubro de 2016

NA VIDA APRENDI

Caro Pedro Gameiro Lopes,

Felicitacões poéticas!

Seu poema “Na Vida Aprendi" foi selecionado entre mais de 1800 inscritos para participar da antologia Gritos Contidos e concorrer aos prêmios que serão entregues na Cerimônia de Premiação com coquetel e sarau, no Rio de janeiro em 30 de novembro de 2016.

Atenciosamente,
Equipe Coruja Escritora



NA VIDA APRENDI
                    (Pierre da Gama)

Na vida muito aprendi
sobre a morte,
que ao nascer é o nosso horizonte,
mas olhando para trás
vê-se bilhões de anos
que se passaram,
e a sua brevidade é tão minúscula
que é como se não tivesse existido.
Mesmo com tal insignificância,
muitos abreviam ainda mais a vida
própria
ou
de seus semelhantes...

Na vida aprendi
sobre o amor,
cantado
em versos e em prosa,
todos querendo muito
mas muito pouco
oferecendo.
Que ele cura tudo,
mas o mundo
adoece
um pouco mais
a cada dia...

Na vida aprendi
que se aprende mais
quando fechamos os olhos,
e mergulhamos fundo
dentro 
do nosso universo.
Mas que a maioria
arregalam-nos
para enxergar
além da morte,
deixando de
viver...


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

BORA CAMINHAR? CAMINHAR FAZ BEM PARA A SAÚDE...

Dia 25 de setembro de 2016 fiz uma leve caminhada pelas ruas de S. J. do Rio Preto (SP), relembrando aquelas que fazia na minha infância e adolescência, inclusive as diárias de mais de 2 km - na ida e volta = 4 km, e em dias de educação física, 8 km - para chegar em minha escola “Alberto Andaló”. No ano de 1966 (13 anos de idade) foi no período noturno, em que eu descia a Rua São João até atravessar a estrada de ferro e um caminho no meio de matagal, brejo e uma pinguela (com passagem para apenas uma pessoa, e que se balançava toda ao ser percorrida) sobre o Rio Preto (hoje Av Philadelpho), com a volta muitas vezes após as 23:00h e sem qualquer iluminação. Era uma Rio Preto que eu considerava uma ótima cidade para se morar, no dia de Corpus Christi algumas ruas eram lindamente enfeitadas (com um toque da grande professora Dinorath do Valle) para a procissão, havia um grande e respeitado time de futebol (onde os verdadeiros astros do glorioso Futebol Brasileiro disputavam partidas oficiais, inclusive o REI), possuía uma bela e antiga Catedral, e os vereadores não recebiam salários

A fase adulta chegou e, recém formado em Engenharia, em janeiro de 1977, deixei essa bela e aconchegante cidade para ajudar a construir um novo Estado em uma região pouco desenvolvida: Mato Grosso (do Sul). Ao voltar, após um longo tempo, ela tinha sido tachada de uma das melhores cidades para se morar, com a Catedral antiga demolida e uma nova construída em meio a um micro shopping com estacionamento em seu teto; um novo e grande Estádio (mas sem time); a pracinha (Gandhi) em frente a casa que deixei transformada em reduto de drogas, sexo noturno e local de ensaio de escola de samba impedindo seus moradores de assistir TV, em que fiquei imaginando o martírio que minha mãe foi submetida ao ser obrigada a sozinha e impotente ter que suportar toda essa evolução; áreas elitizadas com muitas luzes artificiais criadas por homens com poucas luzes; tudo isso refletia toda a sua transformação de valores. E com isso dá a impressão de que atrai os gringos garimpeiros políticos sedentos de usufruir do filão em que fora transformada.



Sempre que vou a uma consulta ou exame médico sou questionado se faço exercícios físicos, no que respondo: “Aboli o carro na cidade e caminho no mínimo 10 km por dia, reservar um tempo exclusivamente para exercícios eu não consigo.” Acredito que nem aqueles médicos residentes em minha cidade, nessas horas, imaginam que os meus trajetos são parecidos com os das fotos (repletos de morros)... Nem sempre vou com todo esse equipamento, mas constantemente com sacolas de supermercados super-carregadas...
Isso me faz lembrar quando, em 1994, ao iniciar um curso de mestrado em Ilha Solteira (SP), ao abaixar-me para pegar algo que caiu e levantar-me rapidamente, o dono do Restaurante em que me encontrava (da minha faixa de idade), Sr. Gabriele, exclamou: “Se eu abaixar assim não consigo levantar mais!” Passaram-se 22 anos e minha flexibilidade continua a mesma... Como sempre gostei de abolir o carro, não com tanta agressividade, pode ter contribuído para que eu chegue aos 64 anos sem qualquer cirurgia, das mais simples que sejam (incluindo apêndice ou vesícula), sem qualquer internação e:
PA média: 12x07
Glicemia média 85
Colesterol e triglicérides dentro da normalidade
Não lembrar a data do último remédio tomado
Nem um dia de internação nesta vida