terça-feira, 8 de setembro de 2015

ÚNICA VEZ QUE TENTEI ALGO ATRAVÉS DE POLÍTICA...

Logo ao iniciar o meu curso de Mestrado na cidade de Ilha Solteira (SP), em 1994, a CESP realizou um Concurso Público do qual participei e fui classificado na PRIMEIRA COLOCAÇÃO. Sentindo no ar de que o concurso era exclusivamente para acomodar o pessoal que já estava interno na forma terceirizada e tendo um PARENTE POLÍTICO, Prefeito da Cidade de São José do Rio Preto (SP), bem conceituado pelo então Ex Governador Orestes Quércia, procurei-o tendo dito “Vim aqui para pedir um único favor: Não deixem roubar o que é meu por direito.”
Se foi feito alguma coisa eu não sei, mas não fui chamado (APESAR DE QUE CONSTAVA 02 VAGAS NO EDITAL).

Refletindo cheguei a conclusão de que sou mesmo um verdadeiro ANALFABETO POLÍTICO, ao tentar alguma coisa, politicamente, contrária ao NEPOTISMO...

No curso de Mestrado eu tinha uma colega de Cuba (Maria Isabel) e comentei com ela: Você já percebeu qual é a coisa mais fácil no Brasil, não? É PASSAR EM UM CONCURSO PÚBLICO (ela foi testemunha de que não estudei praticamente nada). Percebeu também qual é a coisa mais difícil: É SER ADMITIDO ATRAVÉS DE CONCURSO PÚBLICO...



MATERIALMENTE, posso não ter muito, mas tudo o que tenho foi conseguido sem nenhuma interferência política, e, muito mais do que tenho foi me roubado ou dificultado por aqueles que utilizam-se desse meio para conseguir seus intentos... e muitos que se beneficiaram da política são os que mais malham os políticos, coisa que nunca fiz...

Nenhum comentário: