Seguidores

terça-feira, 29 de novembro de 2011

COISAS QUE A VIDA ME ENSINOU.


A vida me ensinou que:

-  O sentido da vida é não ficar se preocupando se a vida tem sentido.
- Há necessidade de muitas palavras para se construir a solidez de uma amizade (ou de um amor), mas basta uma para reduzir tudo a pó.
-  A confiança é sempre conquistada paulatinamente e nunca imposta, por isso leva tempo para ser concretizada, mas num gesto de segundos pode ser total e irrecuperavelmente destruída.
- Nunca devemos mudar a personalidade de ninguém.   Mas se não nos sentirmos bem perto é sensato que nos distanciamos.
- Muitas pessoas pregam amor ao próximo e, ao mesmo tempo, se sentem bem, e até se vangloriam, ao dizerem que são infelizes mas existem outras que são mais infelizes ainda; ao dizerem que têm pernas saudáveis enquanto existem paraplégicos; que têm conforto enquanto existem sem tetos; etc.
-  A liberdade é uma utopia do homem que vive em sociedade.
- O silêncio não vale nada. O que vale ouro é uma boca bem aberta para dizer sonoros não a convites inesperados. 


Com certeza, enquanto eu viver, ainda aprenderei muito mais...



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

ESPIRITUALIDADE.


Só é impossível ao Homem o que é impossível a Deus.
Tem coisas que nem Deus consegue evitar, mas servem para aperfeiçoamento espiritual de quem recebe, de quem pratica e de toda humanidade.
Quem teme a Deus, teme a si mesmo; quem tem fé em Deus, tem fé em si mesmo.
Só consegue conversar com Deus aquele que consegue conversar consigo mesmo.
Quem tem Deus por companhia, mesmo só e aparentando fragilidade, nunca se sentirá solitário ou desprotegido.




sábado, 19 de novembro de 2011

O MAIS GRATIFICANTE DOS JOGOS.



Será que existe algum jogo, de apenas dois participantes, onde haja apenas vencedores ou derrotados?
Sim existe, é o jogo onde:
Nunca poderá ser considerado jogo de azar.
Não existem regras estabelecidas.
Quando um blefa, com certeza, só haverá derrotados.
A transparência é a arma principal para haver vitória.
No seu desenrolar muitos mistérios são desvendados, e acontecem descobertas agradáveis a todo momento.
Para haver ganhadores os dois se esforçam para dar o máximo ao outro e no fim (no fim não porque não haverá final, melhor seria em qualquer momento) cada um admite que foi ele quem mais ganhou.
Tem um trunfo muito poderoso: o coração.
É o jogo que quase todos dizem querer Jogar, mas são raríssimos os vencedores... É O JOGO DO AMOR. 


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

PROVÉRBIOS TIBETANOS.



Pouco se aprende com a vitória, mas muito com a derrota.
Há três coisas que jamais voltam: a flecha lançada, a palavra dita e a oportunidade perdida.
Se o problema pode ser resolvido não vale a pena preocuparmo-nos. Se não pode ser resolvido, preocuparmo-nos não adianta.
É fácil quebrar uma única flecha, mas é difícil quebrar um feixe de dez flechas.


Quer a faca caia no melão, ou o melão na faca, o melão vai sofrer.
A gente tropeça sempre nas pedras pequenas, porque as grandes a gente logo enxerga.
Se quiser conhecer um cavalo, monte nele; se quiser conhecer uma pessoa, conviva com ela.
Dinheiro perdido, nada perdido; Saúde perdida, muito perdido; Caráter perdido, tudo perdido.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A TERCEIRA VISÃO.

  Muitas vezes as imagens que são captadas pelos nossos órgãos de visão não são enxergadas pelas nossas mentes com os seus reais significados.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

FELICIDADE? CADA UM TEM A SUA...




FELICIDADE? CADA UM TEM A SUA... DEFINIÇÃO...

Como nós humanos somos complexos!!! Ser feliz é tão complicado que cada um tem a sua definição de felicidade...

Para muitas pessoas a felicidade é semelhante a uma bola: querem-na de todo jeito e, quando a possuem, dão-lhe um chute. (Mário Glaab)
Não há uma estrada real para a felicidade, mas sim caminhos diferentes. Há quem seja feliz sem coisa nenhuma, enquanto outros são infelizes possuindo tudo. ( Luigi Pirandello)
Felicidade é estar com quem se quer estar, fazer o que se quer fazer e viver o que nunca se imaginou viver. (Desireé Nunes)
Quem não encontra a felicidade em si mesmo, é inútil procurá-la em outro lado. (François La Rochefoucauld)
Quem afirma que não é feliz, poderia sê-lo com a felicidade do próximo, se a inveja lhe não tirasse esse último recurso. (Jean de La Bruyère)
Felicidade é ter algo o que fazer, ter algo que amar e algo que esperar... (Aristóteles)
A felicidade não entra em portas trancadas. (Chico Xavier)
Felicidade é a única coisa que podemos dar sem possuir. (Voltaire)
Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. (Cora Coralina)
Poucos são os que nunca tiveram uma oportunidade de alcançar a felicidade e menos ainda os que aproveitaram essa oportunidade. (André Maurois)
Não é fácil encontrar a felicidade em nós mesmos e é impossível encontrá-la em outro lugar. (Agnes Repplier)
O segredo para ser infeliz é ter tempo livre para se preocupar se se é feliz ou não. (George Bernard Shaw)
A felicidade consiste principalmente em acomodar-nos com a nossa sorte. (François La Rochefoucauld)
Se quiséssemos ser apenas felizes, isso não seria difícil. Mas como queremos ficar mais felizes do que os outros, é difícil, porque achamos os outros mais felizes do que realmente são. (Barão de Montesquieu)
A felicidade consiste num bom saldo bancário, numa boa cozinheira e numa boa digestão. (Jean Jacques Rousseau)
Dinheiro não traz felicidade: manda buscar. (Márcio Casaroti)
O dinheiro não traz a felicidade daquele que não o possui. (Boris Vian)
É difícil dizer o que traz a felicidade. A pobreza e a riqueza, por exemplo, já fracassaram. (Kim Hubbard)
Um homem pode viver feliz com qualquer mulher desde que não a ame. (Oscar Wilde)

Existe uma enorme variedade de formas de se ser feliz, mas o verdadeiro caminho da felicidade é se definir por uma delas, se enquadrar completamente nela, e principalmente segui-la a risca... para uns seria de caráter espiritual, para outros material, tal como jogo, sexo, bebidas, etc... a forma ideal que encontrei foi trilhar por um caminho repleto de virtudes (de acordo com a minha definição de virtude), respeitar as formas de felicidade encontradas pelos outros e edificar barreiras aos vícios...   (Pierre da Gama)

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

DÊ-ME IGNORÂNCIA, E UM PONTO DE APOIO, QUE DESTRUIREI O MUNDO.


“Dê-me uma alavanca e um ponto de apoio que levantarei a terra.” (Arquimedes)

Dê-me ignorância, e um ponto de apoio, que destruirei o mundo. A Inquisição demonstrou essa tese pela primeira vez... o Holocausto pela segunda... na terceira onda (seria o Armagedon???), com certeza, não sobrará pedra sobre pedra...